terça-feira, 9 de agosto de 2011

Filme: Hesher

Nada de Harry Potter, o filme mais aguardado por mim no ano de dois mil e onze foi Hesher – que ainda nem estreou no Brasil, mas já dá para ser encontrado para baixar.

A história do longa gira em torno de TJ, um garoto triste que acaba de perder a sua mãe em um acidente de carro e vê sua vida dar aqueeela girada.

E sem contar com apoio da sua própria família, uma vez que seu pai se tornou em um homem depressivo que passa o dia dormindo no sofá de casa, TJ só tem uma aspiração na vida: ter de volta o carro na qual sua mãe morreu.

Então no meio dessa busca e por acaso, ele conhece Hesher, um cara que visivelmente odeia o mundo e todos que o habitam, no entanto que também faz a sua vida mudar com suas metáforas totais nonsense.

Hesher é um ótimo filme com uma pegada bem diferente do usual, começando pelo seu ritmo que tem vários sobes e desces, mas que também aborda o tema luto de uma forma diferente que o torna essencial tê-lo na watched list.

Outras informações:
Título original: Hesher
 Direção: Spencer Susser
Elenco: Joseph Gordon-Levitt , Natalie Portman e Devin Brochu
Ano de lançamento: 2011

5 comentários:

  1. Uau! Adoro o Joseph Gordon-Levitt e a Natalie Portman, mas nunca tinha ouvido falar desse filme.

    ResponderExcluir
  2. Com certeza não foi a falta de bons atores q estragou o bolo. Quem sabe muito avançado pra minha capacidade de interpretação e abstração, simplesmente não vi muita coisa além da ultima cena. o filme todo se resume nisso, superar o luto. Não é ruim, mas peca pelo exageiro do Hesher (que significa rockeiro-maconhado-cabeludo-malvestido-rebelde). Não veria novamente se pudesse.

    ResponderExcluir
  3. Não gostei muito do filme tb. Achei todas as relações um tanto doentias, e as pessoas muito infelizes. Adorei a trilha sonora, fotografia, atores e como o colega acima, gostei muito da última cena.

    ResponderExcluir
  4. Grande filme!!! Sem dúvida um dos melhores que já assisti. As pessoas que não gostam, não entenderam/entendem o que o filme quis passar. Pena pra eles.
    Um drama rico em relações familiares e amizade, por mais que seja diferente da usual. Mas quem quer usual assiste sessão da tarde. Quem quer história da vida real e não vive num mundo de ilusões assista Hesher. Posso e assistirei várias vezes. "Lição aprendida!!!"

    ResponderExcluir